Ideias para Debate

Wednesday, January 26, 2005

A opinião de José Paulo Gouveia Lemos

José paulo Gouveia Lemos tem um blog, o Sem Tecnica (lamento mas ainda não sei fazer links para outros blogs) e publicou lá o seguinte texto:


Um dos blogs que tenho lido é o Idéias para Debates, do agora também
bloguista Machado da Graça. Na verdade ainda não se pode caracterizar o Machado como um bloguista pois o mesmo vem mais reproduzindo textos de terceiros e esperando a reação de quartos pois pelo espaço aberto por ele não ficamos bem a entender o que pensa o mesmo sobre as idéias dos outros.
Mas uma das coisas que o "Idéias para Debates" vem me satisfazendo, é a possibilidade de ler o que pensam as pessoas que vivem Moçambique e em Moçambique.

O último texto que li foi o "Elisio Macamo comenta Tibana" o que me fez reler o texto "Fasquia Alta", uma reprodução de uma crônica do
economista Roberto Tibana.

A visão crítica de Tibana, em relação à administração da Frelimo desde 1975, dos tempos da ditadura pós colônia e depois na democracia, que parece, pela visão do mesmo, só veio para fortalecer a arrogância do partido no governo mesmo após a implantação do voto em terras moçambicanas. O economista não deixa de comparar a imagem negativa da Renamo em relação à má administração dos meticais que este partido, na oposição, recebe do Estado - melhor seria dizer, do povo moçambicano - com
os desvios e corrupção instalada que fazem que parte desses rendimentos vão parar nos cofres do partido no Governo, no caso a Frelimo. Se partilho do espírito crítico do Dr. Tibana, não partilho nem um pouco a comparação de incompetências, do tipo quem é menos incompetente, quem é menos corrupto. Moçambique não precisa e nem deve discutir isso. Moçambique precisa discutir é quem é mais competente, quem não é corrupto. E ainda, pena só ficar-se à roda de dois nomes, Frelimo e Renamo.

Por outro lado, não podemos também entrar na visão comodista, do ser
humano fraco que " têm a tendência de procurar tirar proveito individual de determinadas situações que se prestam a isso" como diz Elisio quando comenta Tibana. Ora, procura tirar proveito do povo, do próximo, quem tem tendência de ser malandro. Esse ditado que diz que "A situação faz o ladrão" não é bem assim; no máximo, a situação poderá confirmar que se é um ladrão. Também achar que se as instituições estão emperradas, que funcionam à base do molha a mão do fulano, que certos crimes não são solucionados nunca e isso não tem nada a haver com o governo que administra o país, também é algo como tapar o sol com a peneira.

De uma forma simples, que talvez um dia eu tenha a paciência de explorar e detalhar melhor o que penso sobre isso, mas talvez o maior problema de Moçambique atual seja a existência destes dois partidos, Frelimo e Renamo.
Se eu tivesse uma varinha de condão,... plim..., uma reforma partidária na tenra democracia moçambicana, o fim destes dois partidos e o inicio do fim dessa concorrência estúpida de quem tem mais valor para a história do país, quem tem o direito de ficar mais rico e virar empresário, quem tem mais direito de ser um simples mortal e por isso se aproveitar da tendência natural de se aproveitar das situações.

Um dia perceberão que os verdadeiros heróis não estão nas poltronas dos dois "grandes" partidos, e para o bem do país que sejam os que estão hoje nas poltronas a perceber isso primeiro.

4 Comments:

  • nisto do blogar cada um como cada qual. mas, e para além das opiniões sobre Moçambique e sobre o(s) texto(s) anterior(es), GLemos diz algo importante. Que é "na verdade ainda não se pode caracterizar o machado como um bloguista"- é verdade que selecção é opinião, mas ao "Ideias para Debate" falta o que GL referiu. Na minha modesta opinião, claro

    By Blogger E.O., at 11:49 PM  

  • Quero agradecer José Lemos pela oportunidade que me dá de tornar ainda mais claro o que eu queria dizer e ver se, dessa maneira, me livro da posição "cómoda" que me atribui. Sou de opinião que nenhum crime se pode justificar pela fome, pobreza ou seja o que for; qualquer que seja a razão, devia ser repreensível. Da mesma maneira, temos o direito de esperar que as instituições do Estado funcionem bem. Quanto a isto estamos todos de acordo, julgo. O que eu queria dizer no meu comentário, contudo, é que os sérios problemas apontados por Tibana não se explicam apenas pelo facto de haver um grupo conspiratório de pessoas por detrás. É possível que não tenha sido este o seu argumento, mas a leitura do texto sugere justamente isso. Como diz Gabriel Muthise, e muito bem, essa maneira de expôr os problemas sugere a ideia de que substituindo os malandros tudo vai correr bem. Aliás, parece ser esta a posição de José Lemos. Os problemas de Moçambique são muito mais sérios do que isso. Precisamos de os abordar a partir de várias perspectivas.
    Elísio

    By Blogger ESM, at 1:48 AM  

  • Oh Machado ; tudo bem com ideias para debate , gosto da maneira civilizada e ditactica que muitos tem vindo a expressar, realmente ha muita coisa por dizer e debater mas embora a realidade de Mocambique e um milando dificil de revolver porque nos aprendemos da Frelimo de Odiar uns ao outros e o pior a liberdade de expressao a custo de um preco o que fica muitas duvidas caso vale apena ou nao porque os 5 pontos basico da lei de um estado democratico nao existe e nem existira como diz José paulo Gouveia Lemos "concorrência estúpida de quem tem mais valor para a história do país, quem tem o direito de ficar mais rico e virar empresário, quem tem mais direito de ser um simples mortal e por isso se aproveitar da tendência natural de se aproveitar das situações" .
    A maxima e ultima foi a experiencia vivida por mi em dezembro deste ano em Maputo uma coisa implosivel de acreditar ser Mocambicamo e proibido pior caso nao seja Dr, Eng ou filho de quem tem luvas e guarda chuva .

    Mocambique e um sonho adiado por todo um povo Oprimido por uma elite macabra que a todo custo selencia quem poem -se no seu caminho .(A MEMORIA DE Rafael Magne EX-ministro de imformacao ,por ter desafiado chissano foi rachar lenha como Uria Simango foi e muito outros)

    By Blogger Renamo, at 3:54 AM  

  • Acho que o Machado não vai ficar chatiado por eu aqui deixar o link para o blog onde escrevo sobre assuntos variados e eventualmente sobre Moçambique, e o meu e.mail:
    http://www.semtecnica.theblog.com.br (Blog SEM TÈCNICA)
    zepaulo@brturbo.com (meu e.mail pessoal)

    By Blogger ZP, at 12:18 PM  

Post a Comment

<< Home